Chamados ao Deserto

fevereiro 24, 2015

Palavra do Superior – Mês de Fevereiro 2015 -ANO DA VIDA CONSAGRADA-

Estamos vivendo com a graça do nosso bom Deus mais um tempo Quaresmal. Neste tempo o próprio Jesus nos convida paras estar com Ele no Deserto. Deserto que nos proporciona a solidão e penitência. O Deserto é árido e penoso. Árido porque a água é escassa. Penoso porque não há sombra. Para quem já fez a experiência de passar pelo Deserto sabe do quanto é vazio de vidas: animais, vegetais e humanas. Mas quem passa pela experiência do Deserto volta para o seu habitat com uma nova valorização de tudo que existe. A solidão do Deserto provocada pelo silêncio ajuda o transeunte a treinar seus ouvidos para capitar novos sons que indicam algo a ser descoberto. No caminho espiritual pode se comparar o “Deserto” como oportunidade de experimentar a aridez da alma ao renunciar os prazeres que o corpo já está acostumado a satisfazer suas paixões.
A prática da renúncia no tempo quaresmal ajuda o penitente a abrir-se para a voz interior que fala ao coração. O Deserto é lugar de encontrar-se consigo mesmo, de descobrir os valores que valem a pena de serem vividos. É oportuno para descobrir que a maior  sede que temos não de água mas sim de Amor.
Jesus no seu “Deserto” praticou o jejum e a oração. O jejum O ajudou a vencer os impulsos da natureza humana que Ele assumiu por amor a nós e passou pelas tentações que nós passamos diariamente. A oração O ajudou a ouvir a Voz do Pai que indicou o caminho que Ele tinha que percorrer e cumprir sua missão. O Deserto que o tempo quaresmal nos oferece também só produzirá frutos se praticarmos nossa penitência por amor a Deus e rezarmos para tomarmos consciência que não nascemos para o “nada” e sim para uma missão nobre, de sermos expressão do Amor Divino que nos chamou à vida.
As duas práticas de Jesus no Deserto O ajudou a servir e não ser servido. Nós também podemos com a força do Espírito Santo passar pelo Deserto praticando a penitência e a oração como o Senhor, e o fruto deste tempo precioso  será nosso serviço gratuito aos irmãos como “Esmola espiritual”. Desejo a todos os que lerem esta simples reflexão  que atinjam a graça da Santidade para a Glória de Deus.
Pe. Estêvão Maria da Divina Misericórdia, FGMC

Superior do Mosteiro da Divina Misericórdia

veja também

0 comentários

Visite-nos

Mosteiro da Divina Misericórdia
Estrada Vicinal João Lopes da Silva
Km 6, Baliza
Lucélia-SP

Contato

Mosteiro da Divina Misericórdia
Caixa Postal 25
CEP 17780-000
Lucélia-SP
Telefone: (18) 99723-1993

Vocacional

Ir. Gabriel, FGMC
vocacionalmisericordia@hotmail.com
(14) 99800-1328