Finados: dia de saudades, esperança e fé.

novembro 01, 2017

Reze por aqueles que se foram



No mês de novembro, de modo especial no dia de finados, relembramos nossos familiares, amigos que partiram de nosso convívio. Para uns esse ato de recordar é tranquilo, sereno; para outros somente ás feridas, renasce o pranto e prolonga a dor porque ainda não conseguiu aceitar a separação daquele ou daquela que partiu. De um ou de outro modo o ato de recordar reacende a saudade, mas também a dor.

Na qual a visita que fazemos ao cemitério, as preces que elevamos a Deus, as velas que acendemos, as flores que oferecemos aos nossos entes queridos são um expressão do nosso amor e carinho a eles. Mas não apenas isso. É também expressão de nossa confiança em aqueles que não estão mais juntos de nós fisicamente, que não caminham conosco em nosso dia a dia, definitivamente, não morreram. Essa garantia é o próprio Jesus quem nos da: “aquele que crê em mim, mesmo que morra viverá eternamente” (Jo 11,25).

Portanto dia, 2 de novembro, para a Igreja católica não se trata de um feriado qualquer, mas de uma oportunidade de rezarmos pelos entes queridos que buscam a plenitude da vida diante da face de Deus. Desde os primeiros séculos, os cristãos já visitavam os túmulos dos mártires para rezar por eles e por todos aqueles que um dia fizeram parte da comunidade primitiva. No século XIII, o dia dos fiéis defuntos passou a ser celebrado nesta data, já que no dia 1 de novembro era comemorada a solenidade de todos os santos.

Oração pedindo a graça de uma Boa Morte

Divino Jesus, Filho de Deus encarnado,  que pela nossa salvação Vos dignastes nascer em um estábulo, para passar vossa vida na pobreza, na provação e na miséria e morrer cheio de dores pregado na cruz; eu Vos suplico, dizei ao vosso Pai celeste, no momento da minha morte: “Meu Pai, perdoai-lhe!” Dizei à minha alma: “Ainda hoje estarás comigo no paraíso”.

Meu Deus, meu Deus, não me abandoneis nessa hora!  Tenho sede! Sim meu Deus, minha alma tem sede de Vós, que sois a fonte das águas vivas.
Minha vida passa como uma sombra. Ainda um pouco e tudo estará consumado!  E por isto, meu adorável Salvador, desde este momento, entrego minha alma nas vossas mãos, por toda a eternidade.

Jesus, Maria e José, dignai-vos recebê-la.

fonte: https://blog.cancaonova.com/oracao/2013/10/31/1421/

veja também

0 comentários

Visite-nos

Mosteiro da Divina Misericórdia
Estrada Vicinal João Lopes da Silva
Km 6, Baliza
Lucélia-SP

Contato

Mosteiro da Divina Misericórdia
Caixa Postal 25
CEP 17780-000
Lucélia-SP
Telefone: (18) 99723-1993

Vocacional

Ir. Gabriel, FGMC
vocacionalmisericordia@hotmail.com
(14) 99800-1328