Morrer para viver

março 12, 2015

Palavra do Superior - Março 2015 – ANO DA VIDA CONSAGRADA

                                          Morrer para viver

Quando pensamos ou falamos da morte, tocamos numa realidade existencial e concreta de nossa vida. Na maioria das vezes queremos trocar de conversa e grande parte das pessoas não gostam deste assunto. Sabemos que a morte é uma das verdades que temos como certa, cedo ou mais tarde ela chega à nós. Uns vivem mais tempo outros menos. Numa visão meramente humana, viver pouco seria uma falta de sorte, uma injustiça, etc.

Quando perdemos alguém próximo de nós: Pais, irmãos, parentes amigos. Passamos por uma experiência sofrida e até  frustrante. Muitas pessoas se revoltam quando perde alguém, principalmente se seu ente querido é novo ou morre de acidente. Ouvimos muitas as exclamações: Por que meu Deus? Deus não é justo! Não posso aceitar. Quantos entram em depressão ao perder alguém muito próximo. Outros buscam meios para preencher o vazio deixado pelos que morreram. São muitas tentativas de explicações a este assunto. Mas gostaria de refletir a partir do Evangelho de Nosso Senhor Jesus Cristo segundo João. Disse Jesus: “Eu sou a ressurreição e a vida; quem crê em mim, ainda que esteja morto, viverá. E todo aquele que vive e crê em mim nunca morrerá” (Cf.Jo. 11-25,26). Para nós cristãos Católicos esta palavra de Jesus é confortadora e cheia de esperança. Alguns acham que seus entes-queridos e eles próprios voltarão neste mundo após a morte para reparar seus erros e assumirão outro corpo como espécie de purificação. Este pensamento não condiz com a Palavra de Jesus Cristo - Filho de Deus. A Palavra de Cristo nos conforta e dá esperança pelo fato de saber que a vida não termina com a morte e sim é eterna. Se não fosse assim não teria o porquê de tantas lutas e sofrimentos para sermos bons. A luz de cristo nos leva a compreender que o tempo que passamos por este mundo não resume a vida. O importante não é a quantidade de anos que passamos por este mundo, mas sim como vivemos e quais valores assumimos que nos tornam de fato uma expressão boa para a humanidade.

Quando Jesus nos convida a crer Nele, significa acreditar em seus ensinamentos e vivenciá-los. Seu anuncio é a Boa Nova que torna o homem pleno no Amor. E quem ama não morre. Assim experimentamos de forma ainda não perfeita a presença dos que morreram, quando amamos, ninguém tira de nós, nem a morte. Aceitar Jesus com sua verdade é viver eternamente. Sua Verdade é o Amor. Quem vive no amor não morre. Ressuscitar é certo para os que creem em cristo. Ressuscitar é continuar a vida em Cristo, no Amor... “ainda que esteja morto, viverá”. 
Caros irmãos! vale a pena conhecer Jesus e suas promessas. Infeliz o homem que passar por este mundo sem se deixar ser tocado pelo Cristo Senhor.

Pe. Estêvão Maria da Divina Misericórdia, FGMC

Superior do Mosteiro da Divina Misericórdia



veja também

0 comentários

Visite-nos

Mosteiro da Divina Misericórdia
Estrada Vicinal João Lopes da Silva
Km 6, Baliza
Lucélia-SP

Contato

Mosteiro da Divina Misericórdia
Caixa Postal 25
CEP 17780-000
Lucélia-SP
Telefone: (18) 99723-1993

Vocacional

Ir. Gabriel, FGMC
vocacionalmisericordia@hotmail.com
(14) 99800-1328