Palavra do Prior – Mês de Novembro de 2014

novembro 01, 2014

Os santos: Esperança para os cristãos

A Mãe Igreja nos convoca todos os anos para uma solenidade belíssima. Solenidade de todos os Santos. Podemos dizer com todo entusiasmo que esta solenidade é profunda e necessária para todos os cristãos. O cristão ao celebrar liturgicamente a vida dos santos entra em comunhão com a realidade presente e futura ao mesmo tempo. Presente por se tratar de uma assembleia reunida de crentes que dizemos ser a Igreja militante que está a caminho e em movimento para atingir seu destino final que é a santidade. E futura por se tratar da comunhão  com a Igreja Triunfante, os que combateram o bom combate e receberam a Vitória.
Cremos pela fé cristã católica que os santos (Igreja triunfante- habitantes da Nova Jerusalém) atingiram sua plenitude enquanto caminhavam em meio a Igreja militante, pois assumiram o batismo e se decidiram na radicalidade o anúncio, a proposta de Jesus Cristo. A Mãe Igreja ao proclamar um Santo, uma Santa oferece para a humanidade e de forma especial  aos cristãos uma motivação para se tornarem santos. Podemos nos aproximar dos santos conhecendo sua vida, seu exemplo, suas virtudes. Eles não precisam de nossas homenagens como nos diz São Bernardo, abade no Ofício das Leituras, na Vigília da Solenidade de Todos os Santos. Sim, eles já receberam toda glória, já estão na face de Deus. Cremos também que diante de Deus eles intercedem por nós. Mas penso que a intercessão de cada Santo iniciou quando disseram sim a Jesus Cristo e a partir dai começaram a oferecer benefícios para a humanidade. Só o fato de terem sido bons, amando, perdoando, e acreditando que o Amor vence o mal já ajudaram a tornar o Reino de Deus presente.
 A beleza da Solenidade é de saber que não estamos sozinhos, na luta do dia-a-dia, temos uma ajuda quando recorremos em oração. Na face de Deus tem uma multidão que rogam por nós, que desejam que também estejamos diante de Deus num futuro próximo.
Num mundo indiferente com a Pessoa de Jesus Cristo e sua entrega de Amor pela nossa Salvação os santos nos ensinam a olharmos para Jesus e encontrar o sentido da vida. Os santos nos ajudam também a desejar a intimidade com Deus e descobrir que só Ele pode nos saciar da fome de amor que temos no intimo do nosso ser.
Embora sabemos que os santos não precisam de nossas honras, faz bem oferecer uma flor, ascender uma vela por admirá-los, pois o gesto em si nos abrem  para o encontro com o amor. Numa época em que o amor parece ser descartável levando o homem à frieza e desacreditado a comunhão com os santos nos indicam que nascemos para amar e sermos misericordiosos. A própria liturgia da Solenidade de todos os Santos reza na oração da coleta: “Deus eterno e todo-poderoso, que nos dais celebrar numa só festa os méritos de todos os santos, concedei-nos por intercessores tão numerosos a plenitude da vossa misericórdia”.
Portanto, a celebração de todos os santos é para todos os cristãos uma esperança de que o vale de lágrimas que passamos enquanto caminhamos neste mundo será transformado em alegria e paz completa porque viveremos eternamente diante de Deus e na companhia dos que já vivem com Ele.

Pe. Estêvão Maria da Divina Misericórdia, FGMC

Superior do Mosteiro da Divina Misericórdia

veja também

0 comentários

Visite-nos

Mosteiro da Divina Misericórdia
Estrada Vicinal João Lopes da Silva
Km 6, Baliza
Lucélia-SP

Contato

Mosteiro da Divina Misericórdia
Caixa Postal 25
CEP 17780-000
Lucélia-SP
Telefone: (18) 99723-1993

Vocacional

Ir. Gabriel, FGMC
vocacionalmisericordia@hotmail.com
(14) 99800-1328